Atrações em Pomerode estimulam pais e filhos a brincar descalços

Quinta-Feira, 09 de Janeiro - Os dias longos e quentes do verão pedem atividades em contato direto com a natureza, mas para muitos pais é grande a tentação de calçar tênis ou chinelos nas crianças o tempo todo. Afinal, será que brincar descalço vale o risco? Para médicos pediatras e estudos científicos recentes, a resposta é sim.

Tranquilizar pais aflitos com os pezinhos à mostra faz parte da rotina de quem trabalha com turismo em Pomerode, município eleito um dos melhores destinos do Brasil em 2019 e que nesta época recebe milhares de famílias de passagem pelas praias catarinenses.

"Poucas famílias conseguem manter contato frequente com a natureza, então sempre há muita dúvida. Nós procuramos deixar os pais à vontade e tranquilizá-los", relata Camila Pedrini Marques Vieira, do Parque Educativo Vila Encantada, atração que combina o incrível mundo dos dinossauros com brincadeiras voltadas ao desenvolvimento infantil.

Em um espaço arborizado e cheio de obstáculos, os pequenos pisam em todo tipo de terreno, inclusive na água. Como as atrações suportam o peso dos pais, não é raro ver famílias inteiras sem sapatos subindo nas estruturas de cordas e madeira. Tudo com muita segurança.

Passeios com crianças

Outra atração pomerodense, a Casa Siewert funciona como um memorial do tempo em que andar descalço na roça era a regra. Turistas vão ao local conhecer a residência no estilo enxaimel, construída em 1913, e os costumes de uma família que mantém as atividades no campo.

Pomerode oferece uma pausa na rotina artificializada das cidades, em que telas eletrônicas são protagonistas. Cercada de montanhas verdes, a cidade mais alemã do Brasil conserva recantos e experiências que reconectam adultos e crianças com o mundo natural, mesmo para quem prefere manter os pés 100% protegidos.

Pode-se conhecer a área central num passeio de charrete, de bicicleta ou levar as crianças para brincar na praça enquanto se degusta um chope artesanal fabricado na própria cidade. No Zoo Pomerode, um dos pontos altos é o grande viveiro, em que os visitantes compartilham o mesmo ambiente com os pássaros.

Dicas para brincar descalço

1 - Caminhar descalço desenvolve habilidades físicas essenciais. 

Um estudo publicado em 2018 comparou capacidades motoras de crianças e adolescentes na África do Sul e na Alemanha. Os pequenos sul-africanos tinham o hábito de brincar sem sapatos, enquanto os alemães eram sempre orientados a usar calçados.

Os testes demonstraram que os meninos e meninas sul-africanos apresentavam maior equilíbrio e saltavam distâncias mais longas, com ou sem os tênis. A diferença pôde ser observada da infância à adolescência, mas foi maior dos 6 aos 10 anos de idade.

2 - A natureza proporciona experiências sensoriais importantes. 

Segundo o pediatra Juarez Furtado, que trabalha com a chamada Medicina Integrativa, o corpo precisa trocar cargas eletromagnéticas com o mundo natural. Pode ser num banho de mar, sobre os galhos de uma árvore ou correndo no gramado.

A ciência também encontrou indícios de que crianças descalças tornam-se mais confiantes na fase de aprender a andar. Sem meias ou sapatinhos, elas caminham com a cabeça mais erguida.

3 - Treine as defesas do organismo.

O médico Juarez Furtado incentiva o contato com terra, areia e grama, ainda que isso implique em sujeira.

"Saúde a gente não compra na farmácia, se conquista treinando o sistema imunológico. Encontrando um bicho pequeno eu treino para me defender de um bicho grande. Eu chamo isso de Vitamina S", ensina.

4 - Escolha espaços seguros.

Em Pomerode, limpeza é coisa séria e não só nas atrações turísticas especialmente preparadas para receber as famílias. Até nas ruas é possível andar descalço. Porém, nem todo destino de férias é assim. Se você desconfiar que o terreno possa ter objetos cortantes, pontiagudos ou mesmo esgoto, proteja os pés da meninada.

5 - Mantenha os pés aquecidos.

É comum que os pais deixem as crianças sem sapatos dentro de casa, mas considerem o lado de fora arriscado. Deveria ser o contrário nos casos de pisos de pisos em cerâmica, porcelanato e outros materiais gelados.

"As bisavós já diziam que, para manter a saúde, a criança tem que ter pé quente e cabeça fria. Então, a única precaução é com o piso frio, que pode prejudicar a imunidade", orienta Furtado.

6 - Visite Pomerode e leve o hábito de andar descalço para casa.

A visita às atrações de Pomerode pode ser um primeiro passo longe dos sapatos. Você pode usá-la para mudar hábitos. Por exemplo, quando retornar para casa, estabeleça a regra de que, dentro de casa, ninguém usará sapatos (exceto se o chão for frio). Depois, comece a estimular brincadeiras de pés de fora no quintal ou no condomínio.

Fonte: Avip

AGENDA DE EVENTOS

06/03/2020

Encontro de Carros Antigos

E se dizem que o brasileiro é apaixonado por carros, é em Pomerode que eles se reúnem para comprovar isso.

12/03/2020

Osterfest

A Páscoa mais alemã do Brasil te aguarda! Anote na agenda: De 12 de março a 12 de abril.

18/04/2020

Desafio dos Rochas

Para os amantes de Moutain Bike, Pomerode também possui o cenário e competições perfeitos.